Editorial – SIMMETRIA – Orofacial Harmonization in Science

O novo, o desafio e o futuro Novos tempos, novos desafios, novas oportunidades e sempre procurando contribuir e aprimorar com a nossa maravilhosa Odontologia. Começo esta nova jornada com muita alegria, entusiasmo e, ao mesmo tempo, com um sentimento de enorme responsabilidade.
Com certeza, assumir o cargo de editor-chefe da revista SIMMETRIA – Orofacial Harmonization in Science é um grande desafio. Atualmente, observamos uma ênfase dada na saúde bucal e na estética facial. Sendo assim, a melhora na qualidade de vida é requisito sinequa non ao tratarmos nossos pacientes. Portanto, ter a possibilidade de modificar positivamente uma face, um sorriso ou uma dentição é uma prerrogativa para poucos. Ter a oportunidade de fazer essa tríade é apenas para privilegiados. Tornar as pessoas mais belas é deixá-las mais aptas para alcançar os seus desejos ou, pelo menos, facilitar a obtenção dos seus anseios através do equilíbrio estético e funcional da face utilizando-se dos procedimentos da harmonização orofacial. A datar de janeiro deste ano, a Resolução CFO 198/2019 passou a reconhecer a Harmonização Orofacial como especialidade odontológica. Em seu art. 2º da referida lei, a Harmonização Orofacial é definida como sendo um conjunto de procedimentos realizados pelo cirurgião-dentista em sua área de atuação, responsável pelo equilíbrio estético e funcional da face. No art. 3º são definidas as competências permitidas ao cirurgião-dentista que frequentou curso regular ou curso de pós-graduação fazer o uso da toxina botulínica, preenchedores faciais e agregados leucoplaquetários autólogos na região orofacial e em estruturas anexas afins. Ainda é permitido fazer a intradermoterapia, o uso de biomateriais indutores percutâneos de colágeno, procedimentos biofotônicos e/ou laserterapia nos terços superior, médio, inferior e em estruturas anexas afins. A partir dessa resolução do CFO, o cirurgião-dentista está legalmente apto a realizar essas tarefas nobres e salutares que elevam a importância da nossa especialidade. E executá-las passa a ser uma importante empreitada, que precisa ser avaliada com critério e cautela, pois a má condução do ofício leva a danos que podem ser irreparáveis. Assim, vários são os atributos e beneméritos que uma obra literária traz ao leitor no campo profissional, principalmente, quando envolve o restabelecimento de características de saúde em sua totalidade. Seguramente, a revista SIMMETRIA abrange de forma apropriada e didática todas as tendências da harmonização orofacial, sendo respaldada por um grupo de profissionais gabaritados e capacitados na área do saber, de modo que o seu conteúdo é de valor inestimável para uso dos profissionais que se dedicam ou querem se dedicar a essa maravilhosa e altamente benéfica especialidade odontológica — a harmonização orofacial.
Aceito o desafio com o coração cheio de alegria e a cabeça transbordando de ideias, com o objetivo de manter o prestígio alcançado e, ao mesmo tempo, não medir esforços para tentar aperfeiçoar essa que já nasceu para vencer, a nossa querida SIMMETRIA, da Editora Plena. Tenho plena convicção que conseguiremos fazer uma revista cada vez melhor para você, caríssimo assinante, motivo maior do nosso trabalho e esforço. Tenham uma excelente leitura!

 

Antônio Celória
Editor-chefe