Editorial  Simmetria – Edição 5

Mudar, Acreditar e Evoluir

Neste ano, o mundo foi acometido por uma das piores pandemias vistas nos últimos tempos, a de Covid-19, e muitas dúvidas assolam a população mundial. Ainda estamos passando por mudanças que afetam todos no âmbito social, econômico e político. De um momento para outro, todos fomos obrigados a mudar e ainda não sabemos exatamente para aonde vamos, mas sabemos que estas mudanças serão permanentes.

No início da pandemia, alguns especialistas indicavam que a classe odontológica era uma das profissões que tinha maior propensão a contrair e transmitir a Covid-19. Isso era afirmado porque o cirurgião-dentista trabalha em íntima proximidade com os pacientes e essa contaminação ocorreria por conta dos aerossóis e partículas que poderiam ser expelidas pelas pessoas contaminadas. Essas informações fizeram com que muitos pacientes se ausentassem dos consultórios odontológicos por medo de se contaminar com a doença.

Porém, publicações com dados consistentes vêm sendo divulgadas nos meios de comunicação para esclarecer a real situação da classe odontológica neste novo cenário mundial. O conselho Federal de Odontologia (CFO) publicou no seu website que, após avaliação do relatório nacional, concedido pelo Ministério da Saúde, para acompanhamento da evolução dos casos de contaminados com o vírus, teve como resultado que os profissionais da Odontologia têm o menor índice de contaminação entre
os profissionais de saúde, estando abaixo da média nacional da população.

Esse dado nos mostra que a classe odontológica adota em sua prática clínica diária medidas eficazes de prevenção e rigor nos processos de biossegurança. Sendo assim, com a divulgação dessa pesquisa, os profissionais de Odontologia e os pacientes podem prosseguir com os tratamentos odontológicos, desde que usem os equipamentos de segurança e sigam rigorosamente as recomendações do CFO e da vigilância sanitária.

Aos nossos queridos pacientes, sempre prezando pela saúde deles e querendo sempre realizar o melhor tratamento possível, desejamos uma vida longa e saudável.

E assim, 2020 vai terminando… e o ano novo vem chegando…

Agora é hora de avaliar tudo que aconteceu. Tomar tudo como aprendizado. Deixar tudo de ruim para trás e receber o Ano Novo com entusiasmo e esperança. Esse novo ano vai ser um recomeço. Vamos renovar nossos sentimentos positivos, valorizar as pessoas e a família, e dar valor aquilo que realmente é importante.

Que 2021 seja de muito sucesso e prosperidade.
Feliz Ano Novo!
Um grande abraço e muita saúde a você e seus familiares.

Antônio Celória
Diretor científico


Um momento para comemorar!

A publicação de uma nova edição é sempre um motivo de muito orgulho e realização. Esta edição, porém, traz um significado ainda maior e nos leva a uma grande comemoração: estamos celebrando o primeiro aniversário da revista Simmetria! É uma grande honra para mim poder registrar esse momento e relembrar toda a trajetória de sucesso traçada neste período, além de anunciar um novo ciclo, certamente ainda mais promissor.

A revista Simmetria nasceu com um objetivo bastante nobre: disseminar o conhecimento científico na Odontologia e Harmonização Orofacial (HOF), produzido arduamente e que, muitas vezes, permanece restrito a uma pequena parcela da classe odontológica. A oportunidade de ter um espaço onde o resultado do seu estudo e do seu esforço pode ser divulgado e compartilhado é uma grande recompensa aos profissionais que dedicam sua vida a produzir conhecimento qualificado na sua área profissional. E, para toda a classe, a revista científica é um presente muito precioso. Num momento em que nossa sociedade valoriza excessivamente mídias sociais, tendências, modas… o profissional necessita de referências consistentes para basear sua conduta clínica. Mais do que nunca, a Odontologia clama pela prática embasada em ciência, na qual o resultado é fruto da evolução de técnicas, materiais e teorias, amplamente testadas e minunciosamente estudadas, antes de se tornarem consagradas. A atualização profissional é condição fundamental para o trabalho de excelência. Então, vale a reflexão: como você cirurgião-dentista se atualiza? Em quais espaços você busca respaldo para sua prática clínica? Com qual frequência você busca informação científica e quanto tempo você dedica a essa busca? Não há dúvida que mídias sociais são atualmente uma vitrine profissional relevante, e até um pouco de conhecimento científico (muito pouco) é possível de ser encontrado ali. Mas certamente há espaços mais adequados para a atualização profissional. A revista científica é um deles. Um local onde a profissão e o profissional amadurecem. Aqui, há lugar para o debate, sempre fundamentado no elevado método científico. Aqui é onde a evolução científica se dá, onde se registra e se compartilha o que foi pesquisado e, então, o conhecimento é validado. E toda beleza da ciência pode ser apreciada por uma classe inteira. Uma contribuição, com certeza, fenomenal!

Para isso, contamos com um corpo editorial e revisores de extrema qualidade, que se destacam pela competência, seriedade e responsabilidade. Na condução da revista, isso conta muito!

Uma variedade grande de temas é avaliada e a seleção é criteriosamente realizada para que o status de uma revista acadêmica de excelência se mantenha.

Outro registro importante a ser feito é o momento histórico em que a revista Simmetria foi criada. A Odontologia ganhou uma nova especialidade no ano de 2019, a Harmonização Orofacial! Mais que uma ampliação do mercado de trabalho, a nova especialidade marcou a consolidação da verdadeira área de atuação do cirurgião-dentista: a face. Um salto enorme foi dado quando o cirurgião-dentista fez reconhecer sua competência em promover saúde em seu conceito mais pleno, que envolve o bem-estar físico, social e mental de seus pacientes, conforme preconiza a própria Organização Mundial de Saúde. Para tanto, a atuação para além da cavidade bucal em direção ao indivíduo integral foi uma conquista importante e histórica. Impossível olhar para a Odontologia com a antiga perspectiva, porque a Odontologia mudou! Com certeza o caminho foi árduo. Ainda hoje enfrentamos setores da sociedade empreendendo campanhas jurídicas e socais fortes contra a nova especialidade. A melhor resposta que temos, e a nossa melhor defesa, é o trabalho sério que promove resultados de excelência e grande satisfação dos pacientes. Mais uma vez, a revista Simmetria surge com essa nobre tarefa, a saber, contribuir para a consolidação definitiva e incontestável da Harmonização Orofacial, disseminando de maneira responsável e científica as pesquisas, técnicas, materiais e casos clínicos produzidos na nova especialidade.

No primeiro ano de vida da revista, foi gratificante acompanhar tanto conhecimento novo sendo publicado a cada edição! Nesse período, muito conteúdo de qualidade em Harmonização Orofacial foi produzido, revelando e, ao mesmo tempo, construindo a bela história da nova especialidade. Agora, começando o segundo ano de edição, começamos a ver sinais de maturidade da HOF, assumindo um status merecidamente reconhecido ao lado de todas as outras especialidades da Odontologia. A presente edição apresenta artigos pautados na ciência que colocam a HOF no cerne da Odontologia, de maneira inseparável. A relação da HOF com a Odontologia está brilhantemente demonstrada nos trabalhos que poderemos apreciar nessa quinta edição. Todos estamos de parabéns! Toda Odontologia, toda classe odontológica, e claro, a nossa revista! Estou certa de que testemunharemos mais um ano produtivo repleto de muito crescimento e amadurecimento da Odontologia! Desejo uma excelente leitura a todos!

Profª. Drª. Lucila Largura

Abrir conversa
Precisa de ajuda?