Qual é o formato interno ideal para prótese implantossuportada de maxila?

R$ 56,00

Descrição

Resumo
Apesar do alto índice de sucesso relatado na reabilitação de maxilas com próteses fixas implantossuportadas, do tipo híbridas, ainda pairam dúvidas em relação ao formato que as mesmas devem possuir em sua parte interna, a qual faz contato com o rebordo. A remoção das próteses para acompanhamento clínico longitudinal e a análise das condições teciduais tornaram possível o entendimento dos formatos que funcionam bem e os que deveriam ser evitados. Para exemplificar essa problemática, este estudo apresenta algumas condições não favoráveis encontradas e descreve um caso clínico que havia sido reabilitado com próteses de formato não ideal. Também apresenta a resolução que foi oferecida da forma das novas próteses com desenho mais adequado para permitir a correta higienização. O objetivo será discutir o efeito do formato nas condições para manutenção e no aspecto tecidual. A análise do contorno obtido, da possibilidade de higienização e a qualidade dos tecidos nos controles subsequentes permitiu concluir que o desenho convexo, como o utilizado nos desenhos ovoides de pônticos, parece ser o formato ideal e que, assim sendo, os formatos côncavos em forma de “selas” não devem ser utilizados.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Qual é o formato interno ideal para prótese implantossuportada de maxila?”
Precisa de ajuda?