PREVALÊNCIA E PREVISIBILIDADE DE CANINOS IMPACTADOS EM PACIENTES À PROCURA DE TRATAMENTO DENTÁRIO NO SUDOESTE DA BAHIA, BRASIL

R$ 56,00

Artigo em PDF para download

ATENÇÃO: Após a confirmação de pagamento você receberá em seu email cadastrado um link para download do arquivo em versão PDF e também será disponibilizado em nosso site um link para download do arquivo.
Tanto o envio do email quanto a disponibilização do link para download só serão efetivadas após a validação do seu pagamento.

Descrição

Vol. 15 – Número 59 – 2022

Artigo original

Página 77-82
Prevalência e previsibilidade de caninos impactados em pacientes à procura de tratamento dentário no sudoeste da Bahia, Brasil

Felipe Barreto Lemos¹
Claudio Leite Santana¹
Leandro Almeida Nascimento Barros¹
Matheus Melo Pithon¹
Ricardo Alves de Souza¹
Lívia Maria Andrade de Freitas¹

Resumo
Objetivo: identificar a prevalência e determinar a previsibilidade de impactação de caninos superiores permanentes com base em uma amostra de radiografias panorâmicas na região Sudoeste da Bahia, Brasil. Métodos: realizou-se um estudo epidemiológico transversal retrospectivo, em que foram analisadas 5.611 radiografias panorâmicas. No primeiro estudo, houve análise de 4.987 radiografias de pacientes com idades entre 15 a 54 anos, em fase de dentadura permanente, para identificar a prevalência de caninos impactados. O segundo estudo contou com 624 indivíduos em fase de dentadura mista, entre 8 e 14 anos, em que método empregado foi a localização de caninos impactados a partir da determinação da previsibilidade. Foram realizados cálculo amostral e análise estatística descritiva, através do teste qui-quadrado. Resultados: foram encontrados 53 casos de caninos impactados com rizogênese completa dentro do estudo de prevalência, assim como uma média de idade de 27,4 anos entre o sexo feminino (60,3%) e o masculino (39,7%). Foram encontrados 46 casos de uma possível impactação em indivíduos com idade média de 11,7 anos, sendo 54,3% do sexo masculino e 45,7% do feminino. Após o teste qui-quadrado pôde-se perceber relevância estatística entre a faixa de idade de 11 e 12 anos com a previsibilidade da anomalia, em contrapartida, não se percebeu a mesma relação com o aumento da idade do indivíduo. Conclusão: com base nos resultados, foi possível determinar a prevalência de caninos impactados em 1,06% e a taxa de previsibilidade foi de 6,05%.

Descritores: Anormalidades dentárias, epidemiologia, Ortodontia, dente impactado.

¹ Departamento de Saúde I – UESB.

DOI: 10.24077/2022;1559-0184758

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “PREVALÊNCIA E PREVISIBILIDADE DE CANINOS IMPACTADOS EM PACIENTES À PROCURA DE TRATAMENTO DENTÁRIO NO SUDOESTE DA BAHIA, BRASIL”
Abrir conversa
Precisa de ajuda?