MERCADO DE TRABALHO – INSERÇÃO DO CIRURGIÃO-DENTISTA RECÉM-FORMADO

R$ 56,00

Artigo em PDF para download

ATENÇÃO: Após a confirmação de pagamento você receberá em seu email cadastrado um link para download do arquivo em versão PDF e também será disponibilizado em nosso site um link para download do arquivo.
Tanto o envio do email quanto a disponibilização do link para download só serão efetivadas após a validação do seu pagamento.

Descrição

Vol. 13 – Número 51 – 2022

CADERNO DE ODONTOLOGIA CLÍNICA

Artigo original

Página 111-120
Mercado de trabalho – inserção do cirurgião-dentista recém-formado

Patrícia Aleixo dos Santos Domingos¹
Welingtom Dinelli¹
Maria Rodrigues Segura da Silva¹
Larissa Brizolari Vieira¹
Thais de Paula Caparelli¹

RESUMO
O estudo analisou a inserção dos egressos do Curso de Odontologia da Universidade de Araraquara (UNIARA), formados entre 2007 e 2017, no mercado de trabalho com objetivo de traçar o perfil profissional e avaliar sua satisfação. Os contatos com os egressos foram realizados através de redes sociais, tendo participado da pesquisa 104 profissionais, que foram convidados a colaborar, voluntariamente, na aplicação do questionário sobre sua inserção no mercado. O instrumento de medida foi um formulário elaborado no Google Forms com 36 questões sobre características sociodemográficas, aspectos financeiros, formação, atuação e satisfação profissional. Os dados coletados foram consolidados por meio de análise descritiva. Os resultados mostraram que a maioria dos egressos era formada por jovens entre 22 e 24 anos, mulheres, solteiras, que se inseriram no mercado com menos de três meses após a formatura. Grande parte realizou curso de Pós-Graduação por identificação com a área, necessidade de complementação técnica e teórica e necessidade de titulação. A maioria exerce a profissão na rede privada, com jornada de trabalho de 8 a 10 horas diárias e renda de R$3.000,00 a 4.500,00. Em relação às maiores dificuldades encontradas para a inserção no mercado, as respostas demonstraram que as principais barreiras são a falta de priorização por atendimento odontológico e o excesso de profissionais em atividade. Finalmente, os egressos mostraram-se satisfeitos tanto com a formação obtida quanto com o exercício da Odontologia e escolheriam esta profissão novamente.

Descritores: Odontologia, mercado de trabalho, odontólogos.

¹ Departamento de Ciências Biológicas e da Saúde – UNIARA.

DOI: 10.24077/2022;13510227199

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “MERCADO DE TRABALHO – INSERÇÃO DO CIRURGIÃO-DENTISTA RECÉM-FORMADO”
Precisa de ajuda?