Os dentes também envelhecem?

Os dentes também envelhecem?

Higiene bucal, alimentação e visitas ao dentistas são fatores que irão determinar a idade do seu sorriso
 
Com o tempo é normal que nosso corpo dê sinais de envelhecimento. Depois de alguns anos a pele enruga, o cabelo fica branco e a vitalidade não é mais a mesma. Mas e o dente, será que ele também envelhece?
 
A resposta para essa pergunta é: depende da forma como você cuida dele ao longo da vida. Segundo Melissa Tamassia, dentista da Sorridents, um dente, se bem cuidado, não envelhece, ao contrário do que acontece com o restante do corpo. “E esses cuidados englobam uma higiene bucal adequada, com escovação e uso de fio dental, e visitas regulares ao dentista”, diz a especialista.
 
Agora, se esses cuidados citados acima foram falhos, ao longo do tempo o esmalte do dente se tornará cada dia mais poroso (mais envelhecido), quando o ideal é que ele seja liso e homogêneo. Isso costuma ocorrer quando a saliva da boca fica mais ácida, e saliva ácida é sinal de boca com problemas.
 
“A saliva ácida toma conta da boca sempre que a pessoa come e não escova os dentes logo em seguida. Por isso, não escovar os dentes após as refeições ou ficar beliscando o dia todo não é uma boa ideia”, diz Melissa.
 
Dente sempre jovens 
Depois de ouvir atentamente a doutora Melissa falar, chegamos à conclusão de que existe uma forma de manter nosso dente sempre jovem, e esse “elixir” é mais simples do imaginávamos.
 
 “Não escovar os dentes diariamente, sempre priorizando o uso do fio dental, e esquecer a higienização após as refeições contribuem para a maior acidez da saliva e surgimento da placa bacteriana, que costumam deixar os dentes mais porosos e com aspecto envelhecido”, diz a especialista. Ou seja, o segredo está na eficiência da higienização bucal!!
 
Erosão dental 
Outro problema que costuma dar aos dentes um aspecto mais amarelado, e velho, é a erosão ácida. “No Brasil, esse tipo de problema bucal tem atacado cada vez mais a população e está intimamente ligado à dieta moderna. O resultado é a sensibilidade dental ao consumir alimentos quentes ou frios”, diz a especialista.
 
Esse aspecto amarelado e envelhecido ocorre porque a erosão ácida corroe o esmalte do dente e deixar a dentina exposta. Se a doença não for tratada e chegar a um estágio mais avançado, costuma dar ao dente uma aparência ainda mais escura e rachaduras e sensibilidade ainda mais intensas.
 
“É importante deixar claro que a erosão ácida não é exclusivamente causada pela alimentação. Má oclusão, bruxismo e o uso de cremes dentais abrasivos também são responsáveis pelo problema”, diz Melissa.
 
Em resumo, ficou bem claro que ter um dente jovem ou velho é uma escolha pessoal. A forma como você cuida deles e a frequência com que visita o dentista, que é o profissional capaz de identificar possíveis problemas e tratá-los antes que a coisa fique mais séria, faz toda a diferença na qualidade, e na idade, do seu sorriso.
 
 
 
Fonte: Agência Beta/Terra Saúde Bucal
 

Deixe um comentário

Precisa de ajuda?