ESTUDO DE RESISTÊNCIA À TRAÇÃO DE FIO DE POLIDIOXANONA ESPICULADO PARA USO EM LIFTING NÃO CIRÚRGICO

R$ 56,00

Artigo em PDF para download

ATENÇÃO: Após a confirmação de pagamento você receberá em seu email cadastrado um link para download do arquivo em versão PDF e também será disponibilizado em nosso site um link para download do arquivo.
Tanto o envio do email quanto a disponibilização do link para download só serão efetivadas após a validação do seu pagamento.

 

Descrição

Vol. 4 – Número 16 – 2023

Artigo original

Página 64-71
Estudo de resistência à tração de fio de Polidioxanona espiculado para uso em lifting não cirúrgico

Leila Bucci dos Santos¹
Antônio Pedro A. da Cunha P. Gomes²
Álvaro Linhares da Fonseca³

RESUMO
Durante o envelhecimento ocorrem modificações na estrutura facial. A ação muscular proporciona, no decorrer dos anos, remodelação óssea, afrouxamento dos tecidos e flacidez da pele. Com a perda da sustentação dos tecidos, há deslocamento e modificação do volume dos coxins gordurosos e o aparecimento de pregas que chamamos de rugas. Durante anos a principal técnica para reposicionamento dos tecidos que sofreram ptose foi o lifting cirúrgico facial. Atualmente é possível minimizar os sinais do envelhecimento utilizando fios de Polidioxanona (PDO) espiculados, procedimento este mais simples, quando comparado a técnica cirúrgica. Por ser uma técnica minimamente invasiva, pode ser feito em ambiente ambulatorial, não necessitando de internação ou de afastamento do trabalho. Contudo, para que o tracionamento não cirúrgico seja efetivo, é necessário que os fios espiculados de polidioxanona apresentem resistência mecânica à prática clínica. São escassos até o momento estudos independentes acerca da resistência mecânica de fios de PDO espiculados. O objetivo deste estudo é avaliar a resistência mecânica de um pacote específico de fios de PDO espiculados da empresa I-Thred R. Foram feitos testes de tração em 18 fios de PDO de um pacote adquirido comercialmente, 19Gx100 mm x 160 mm, espessura de 0.40 mm Fabricante Hyundae Meditech Co. Ltda., Coréia do Sul, Lote HD210531A. Os fios apresentaram a seguinte média de resultado: carga média na ruptura 36,2 (N), deformação média na ruptura 0,192 (mm/mm), módulo de elasticidade 1096,32 (Mpa) Tensão média de ruptura 237,59 (Mpa). Verificou-se pequena dispersão nos resultados e uma distribuição bimodal.

Descritores: Lifting facial não cirúrgico, fios de PDO, estética.

¹ CD, Ortodontista, Me. e Dr.ª em Engenharia Metalúrgica e de Materiais.
² Engenheiro de Materiais, Me. em Engenharia de Materiais.
³ Esp. em HOF, Me. e Dr. em Implantodontia, Prof. do Curso de Especialização em – HOF LIFT/FACOP.

DOI: 10.24077/2023;416031756923

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “ESTUDO DE RESISTÊNCIA À TRAÇÃO DE FIO DE POLIDIOXANONA ESPICULADO PARA USO EM LIFTING NÃO CIRÚRGICO”
Abrir conversa
Precisa de ajuda?