AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DE MODIFICAÇÃO LABIAL DO ÁCIDO HIALURÔNICO EM PACIENTES REABILITADOS COM PRÓTESES HÍBRIDAS IMPLANTOSSUPORTADAS DE MAXILAS TOTAIS

R$ 56,00

Artigo em PDF para download

ATENÇÃO: Após a confirmação de pagamento você receberá em seu email cadastrado um link para download do arquivo em versão PDF e também será disponibilizado em nosso site um link para download do arquivo.
Tanto o envio do email quanto a disponibilização do link para download só serão efetivadas após a validação do seu pagamento.

Descrição

Vol. 2 – Número 5 – 2020

Artigo original

Página 48-62
Avaliação do potencial de modificação labial do ácido hialurônico em pacientes reabilitados com próteses híbridas implantossuportadas de maxilas totais

Marcelo Luis Samistraro Turella1
Marcos André Duarte da Silva2
Isabela Almeida Shimizu3
Ivete Aparecida Mattias Sartori4
Ricarda Duarte da Silva5

RESUMO
Compreendendo a problemática relacionada à reabilitação de arcos superiores com implantes em relação à queixa de falta de suporte labial, este estudo foi elaborado com o objetivo de avaliar o potencial do material ácido hialurônico (AH) em realizar aumento do volume dos lábios e preenchimento do sulco nasogeniano nesse grupo de pacientes. Foram selecionados 100 pacientes com maxilas reabilitadas com prótese total fixa do tipo híbrida implantossuportadas. Desses, 86 compareceram na consulta inicial, tendo 8 indivíduos sido incluídos no estudo. Os critérios de inclusão na amostra foram: usuário de prótese fixa implantossuportada superior, com queixa de lábios finos e aprofundamento de sulco nasogeniano e que concordaram em participar do estudo. Foram traçadas medidas lineares e angulares em telerradiografias iniciais e após o procedimento a fim de verificar as alterações de protrusão labial. Também foram realizadas fotografias padronizadas antes e após os procedimentos, que foram avaliadas por profissionais da área da Odontologia e por leigos. Os próprios participantes da pesquisa responderam a um questionário a fim de avaliar grau de satisfação do procedimento. O preenchimento com AH apresentou diferenças significativas (t1-t2) para a protrusão do lábio superior e inferior respectivamente, p=0,001e p=0,02. Para o lábio superior tem-se uma média de 0,76mm + 1,88 (t1) de protrusão antes do preenchimento com ácido hialurônico e após o preenchimento esta protrusão passa a ser, em média, 3,45 + 1,58 (t2). Avaliadores independentes e os profissionais avaliaram os perfis faciais após os preenchimentos com AH, em sua maioria, como
alterações médias e significativas para melhor. Pode-se concluir que o preenchimento dos lábios e sulco nasogeniano em pacientes reabilitados com prótese fixa total implantossuportada elevou a autoestima e alcançou protrusão labial próxima da normalidade.

Descritores: Orofacial, ácido hialurônico, preenchimento, implante, tecidos.

1 Me. em Implantodontia – Faculdade ILAPEO.
2 Dr. em Ciências Odontológicas – USP/SP.
3 Dr.ª em Odontologia – PUC/PR.
4 Dr.ª em Reabilitação Oral – USP/RP.
5 Dr.ª em Ciências Odontológicas – USP/SP.

DOI: 10.24077/2020;25-4862

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DE MODIFICAÇÃO LABIAL DO ÁCIDO HIALURÔNICO EM PACIENTES REABILITADOS COM PRÓTESES HÍBRIDAS IMPLANTOSSUPORTADAS DE MAXILAS TOTAIS”
Precisa de ajuda?