Influência dos agentes clareadores com alta concentração de peróxidos sobre a rugosidade superficial de diferentes tipos de compósitos

Influência dos agentes clareadores com alta concentração de peróxidos sobre a rugosidade superficial de diferentes tipos de compósitos

Vol. 13 – Número 49 – 2021 CADERNO DE ODONTOLOGIA CLÍNICA Artigo original Página 100-105 Influência dos agentes clareadores com alta concentração de peróxidos sobre a rugosidade superficial de diferentes tipos de compósitos Alex Correia Vieira¹ Mario Cezar Oliveira¹ Adriana Castro Vieira Andrade¹ Mariana Ferreira Leite² Polyana Pedreira Pimenta³ Alisson Reinan De Oliveira Carneiro³ Resumo Este estudo tem por objetivo avaliar a rugosidade superficial de diferentes tipos de compósitos após a aplicação de dois agentes clareadores com altas concentrações de peróxidos. Este estudo trata-se de uma pesquisa in vitro na qual foram testadas a resina composta microparticulada (Durafill, Heraeus-Kulzer), a micro-híbrida (Z250, 3M-ESPE) e a nano-híbrida (IPS Empress Direct, Ivoclar Vivadent) submetidas à ação do peróxido de hidrogênio a 40% (Opalescence Boost PF, Ultradent) e do peróxido de carbamida a 37% (Power Bleaching Office 37%, BM4), simulando as técnicas de clareamento dental de consultório. Para isto, foram confeccionadas 90 amostras, 30 para cada compósito, divididas em 9 grupos (n=10), da seguinte forma: G1, G4 e G7 não receberam nenhum tratamento clareador (grupos controle); G2, G5 e G8 tratados com peróxido de hidrogênio 40%; e G3, G6 e G9 tratados com peróxido de carbamida 37%. Cada espécime foi submetido à leitura em rugosímetro para determinação da rugosidade superficial média. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância (ANOVA) e teste de Tukey, com nível de significância de 1%. Foram observadas diferenças estatisticamente significantes (p<0,01) entre os grupos controle e os grupos experimentais submetidos ao uso de ambos os agentes clareadores para todos os compósitos, sendo a resina microparticulada a mais acometida pelo uso desses peróxidos. Desta forma, os agentes clareadores em alta concentração foram capazes de afetar negativamente, aumentando o valor de rugosidade superficial dos três tipos de compósitos testados, devendo-se ter cuidado com a sua aplicação sobre as restaurações realizadas com estes materiais restauradores. Descritores: Clareamento dental, peróxido de hidrogênio, peróxido de carbamida, resinas compostas. ¹ Prof. Titular do Departamento de Saúde – Área de Prótese Dentária – UEFS. ² Prof.ª Adjunta do Curso de Odontologia – UNIME. ³ Aluna do Curso de Graduação em Odontologia – UEFS. DOI: 10.24077/2021;1349-100105

Este conteúdo é restrito a membros do site. Se você é um usuário registrado, por favor faça o login. Novos usuários podem registrar-se abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
LEIA MAIS
Precisa de ajuda?