Cuidados e proservação de laminados cerâmicos em paciente com hábito parafuncional

Cuidados e proservação de laminados cerâmicos em paciente com hábito parafuncional

Vol. 13 – Número 50 – 2022 CADERNO DE ODONTOLOGIA CLÍNICA Relato de caso Página 86-92 Cuidados e proservação de laminados cerâmicos em paciente com hábito parafuncional Alyssa Teixeira Obeid¹ Anna Carolina Cenci Matick Rombaldo² Franco Naoki Mezarina Kanashiro¹ Marilia Mattar de Amoêdo Campos Velo¹ Juliana Fraga Soares Bombonatti¹ Rafael Francisco Lia Mondelli¹ Resumo A procura por uma estética com alto nível de exigência sofreu um aumento nos últimos anos, sendo os laminados cerâmicos, as “lentes de contato”, um dos tratamentos mais evidenciados por ser conservador, visto que pode não exigir desgaste prévio ou ainda um preparo menor em relação às facetas indiretas. Essas peças podem ser definidas como finas lâminas de porcelana cimentadas na superfície do remanescente dentário, previamente preparado, podendo apresentar boa longevidade, desde que bem indicadas. Para atingir um resultado satisfatório, aspectos como desgaste dentário, escurecimento acentuado e a expectativa do paciente devem ser levados em consideração, a fim de avaliar as opções de tratamento e o prognóstico que poderá ser dificultado em casos de hábito parafuncional, como o bruxismo. O presente relato de caso clínico destaca a importância dos cuidados e proservação em pacientes com hábito parafuncional e reabilitados com laminados cerâmicos, sendo uma situação bastante comum nos consultórios odontológicos. Descritores: Dentística operatória, estética dentária, reabilitação bucal. ¹ Departamento de Dentística, Endodontia e Materiais Odontológicos – FOB-USP. ² Centro de Ciências Biológicas e da Saúde – UNIOESTE. DOI: 10.24077/2022;13502421223

Este conteúdo é restrito a membros do site. Se você é um usuário registrado, por favor faça o login. Novos usuários podem registrar-se abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
Abrir conversa
Precisa de ajuda?