Coluna Point of View – Sliding jig. Como, quando, por que e para quê?

Coluna Point of View – Sliding jig. Como, quando, por que e para quê?

Vol. 15 – Número 60 – 2022 Coluna Point of View Página 8-13 Sliding jig. Como, quando, por que e para quê? José Nelson Mucha¹(in memoriam) Orlando Tanaka² Matheus Melo Pithon³ Letícia Machado Berretta4 Oscar Mario Antelo5 Introdução A transmissão de força para o bráquete com o uso de Sliding Jig (SJ), ou cursor, permite que a força aplicada gere um movimento de inclinação distal ou mesial de coroa. Com o advento dos dispositivos de ancoragem temporária (DATs) e sua versatilidade na Ortodontia, os profissionais têm alternativas de tratamento que melhor atendem aos objetivos estéticos e oclusais do tratamento¹. Os DATs permitem que movimentos dentários mais complexos, como intrusão de molares, movimentação distal e movimentação mesial, sejam realizados com menos movimentos dentários recíprocos e inclinações indesejadas². As assimetrias dentárias em pacientes sem crescimento são comumente tratadas com extrações de pré-molares, e em havendo diastemas na região de perda em idade prematura de primeiros molares o tratamento se torna menos complexo. Os DATs associados aos SJ oferecem novas alternativas de tratamento, principalmente para adultos³. O SJ é um dispositivo dinâmico, versátil, de fácil confecção e manuseio que proporciona melhor controle mecânico da movimentação dentária, sendo coadjuvante no tratamento de maloclusões, no plano sagital e correções de linhas medianas, sem a necessidade de exodontias. Portanto, esse Point Of View tem o objetivo de ilustrar a aplicação de SJ em três casos clínicos (Figuras 2-4). 1 Ex-Diretor Presidente e do Grupo Fundador do BBO, Visitor Professor – SLU, CADE, Saint Louis/MO – USA (Jan-Jun 2017), Professor Convidado – PUC-RS. 2 Professor Titular – PPGO – PUCPR, Diplomado pelo Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial, Pós-Doutorado no “The Center for Advanced Dental Education at Saint Louis University” – Saint Louis/MO – USA, Escola de Medicina e Ciências da Vida. 3 Professor Titular – UESB, Diplomado pelo Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial. 4 Pós-graduanda – Mestrado em Odontologia-Ortodontia – PUCPR – Escola de Medicina e Ciências da Vida. 5 Professor – Pósgraduação em Ortodontia – Universidad Católica Boliviana San Pablo – Santa Cruz de la Sierra – Bolivia. DOI: 10.24077/2022;1560-0221012

Este conteúdo é restrito a membros do site. Se você é um usuário registrado, por favor faça o login. Novos usuários podem registrar-se abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
LEIA MAIS
Precisa de ajuda?