Alterações cefalométricas dentárias induzidas pelo aparelho de Herbst com dois tipos de ancoragem para maxila

Alterações cefalométricas dentárias induzidas pelo aparelho de Herbst com dois tipos de ancoragem para maxila

Vol. 8 – Número 30 – 2015 Artigo Original / Original article Página 155-163 Alterações cefalométricas dentárias induzidas pelo aparelho de Herbst com dois tipos de ancoragem para maxila Cephalometric changes induced by the Herbst appliance with two types of maxillary Anchorage Tiago Turri de Castro Ribeiro1 Terumi Okada Ozawa2 Taísa Boamorte Raveli3 Ary dos Santos Pinto4 Dirceu Barnabé Raveli5 Resumo O presente estudo avaliou se o tipo de ancoragem maxilar utilizada no aparelho de Herbst tem influência nos efeitos dentários induzidos pelo seu uso no tratamento da Classe II. Neste estudo retrospectivo, foram avaliadas telerradiografias de 44 pacientes em fase de crescimento com má oclusão Classe II Divisão 1ª e deficiência mandibular, submetidos ao tratamento com aparelho de Herbst. A amostra foi dividida em dois grupos de acordo com a ancoragem maxilar utilizada: dentossuportada (Grupo 1) e dentomucossuportada (Grupo 2). Em ambos os grupos, para cada indivíduo, foram obtidas duas telerradiografias: T1 ao início do tratamento e T2 ao final da fase ortopédica de tratamento. Para avaliação dos resultados foram usadas as abordagens descritiva e dedutiva. A análise exploratória dos dados foi feita através do cálculo de medidas e a análise inferencial através do teste não paramétrico de Mann-Whitney com nível de significância de 5%. Os resultados evidenciaram diferenças estatisticamente significantes para as medidas 1.NB, 1-NB, 1/.Pp, IMPA, linha vertical de referência – molar superior (LVR-M6s), linha horizontal de referência – molar superior (LHR-M6s) e linha vertical de referência – incisal do incisivo inferior (LVR-Iii). O Grupo 1, com ancoragem maxilar reduzida, apresentou distalização e intrusão dos molares superiores, menor efeito de verticalização dos incisivos superiores e menor efeito de vestibularização dos incisivos inferiores, enquanto que o Grupo 2, com ancoragem maxilar total, apresentou extrusão do molar superior, maior verticalização dos incisivos superiores e maior vestibularização dos incisivos inferiores. Os dois grupos apresentaram efeito similar de mesialização dos molares inferiores. Descritores: Má oclusão de Angle Classe II, aparelhos ortopédicos, radiografia dentária, procedimentos de ancoragem ortodôntica, avanço mandibular. Abstract This study aimed at verifying if the type of jaw anchorage used in Herbst appliance interferes over dental effects induced by the use of the device in the treatment of Class II. The presennt retrospective study analyzed lateral cephalograms of 44 prepubertal Caucasian patients, both genders, with Class II division 1 and mandibular deficiency, submitted to orthodontic treatment using Herbst appliance. The sample was divided into two groups according to the type of jaw anchorage: tooth-supported (Group 1) and tooth-tissue-supported (Group 2). In both groups, for each subject, two lateral cephalograms at maximum intercuspation were obtained: T1 at the beginning of treatment and T2 at the end of treatment. To evaluate the results descriptive and deductive approaches were utilized. Exploratory analysis of data was performed by calculating summary statistics and inferential analysis using the nonparametric Mann-Whitney test with significance level of 5%. The results showed statistically significant differences for measures 1.NB, 1-NB, 1/.Pp, IMPA, vertical reference line – upper-molar (LVR-M6s), horizontal reference line – upper-molar (LHR-M6s), and vertical reference line – lower incisor incisal (LVR – Iii). Group 1, with low jaw anchorage, presented distalization and intrusion of upper molars, lower effect of verticalization of the upper incisors and lower effect of proclination of the lower incisors. The second group, with total jaw anchorage, presented extrusion of upper molars, and showed higher verticalization of the upper incisors and higher proclination of the lower incisors. Both groups showed similar effect of mesial movement of mandibular molars. Descriptors: Malocclusion Angle Class II, orthodontic appliances, cephalometry, orthodontic anchorage procedures, mandibular advancement. 1 Mestrado – FOAr/UNESP, Cirurgião-dentista – HRAC/USP. 2 Doutora – FOAr/UNESP, Ortodontista e Diretora de Divisão de Odontologia – HRAC/USP. 3 Doutoranda – FOAr/UNESP. 4 Livre docente – FOAr/UNESP, Professor Adjunto 3 do Departamento de Clínica Infantil – Ortodontia – FOAr/UNESP. 5 Livre docente – FOAr/UNESP, Professor Adjunto do Departamento de Clínica Infantil – Ortodontia – FOAr/UNESP.

Este conteúdo é restrito a membros do site. Se você é um usuário registrado, por favor faça o login. Novos usuários podem registrar-se abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
Abrir conversa
Precisa de ajuda?