Tratamento microinvasivo de lesão de hipomineralização – relato de caso

Tratamento microinvasivo de lesão de hipomineralização – relato de caso

Vol. 13 – Número 51 – 2022 CADERNO PLS Coluna Sakamoto Página 124-130 Tratamento microinvasivo de lesão de hipomineralização – relato de caso Jessica Tiemi Ribeiro Ishii1 Patrícia Ferronato Araújo2 Ana Paula Ribeiro do Vale Pedreira3 Leonardo Fernandes da Cunha4 Antonio Setsuo Sakamoto Junior5 Fernanda Cristina Pimentel Garcia4 Resumo Os defeitos de desenvolvimento do esmalte (DDEs) podem causar desconforto clínico e estético aos pacientes. A escolha do tratamento depende do tipo e da gravidade do defeito. O objetivo deste trabalho foi apresentar uma opção de tratamento micro-invasivo para um tipo de DDE. Este relato aborda o caso de uma paciente, 14 anos, que compareceu à clínica odontológica com queixa estética relacionada a cor de seus dentes. Principalmente no elemento 11, o qual apresentava uma mancha branca, lisa e opaca em seu terço médio. Ao exame clínico e radiográfico, foi diagnosticado a Hipomineralização de Molares e Incisivos (HMI). Tendo em vista a idade da paciente, foram propostos tratamentos micro-invasivos como o clareamento dental e a aplicação de resina infiltrante (ICON – DMG). Inicialmente, foi realizada uma sessão do clareamento em consultório (peróxido de hidrogênio 35%) seguido do clareamento caseiro (peróxido de carbamida 10%) por 3 semanas. A cor inicial constatada, com auxílio de escala Vita, foi próxima ao A2 e o resultado obtido após clareamento foi próximo ao B1. Duas semanas após o final do clareamento, foi realizada a aplicação da resina infiltrante ICON, para mascaramento da mancha. Os resultados obtidos se mostraram altamente satisfatórios. A aplicação do infiltrante resinoso para mascarar DDE é uma abordagem minimamente invasiva e imediata que pode mascarar opacidades difusas melhorando a estética. Descritores: Esmalte dentário, manchas brancas, resinas compostas, tratamento. 1 Graduada em Odontologia – UnB. 2 Graduada em Odontologia – UFPR, Esp. em Dentística Restauradora –ILAPEO, Me. em Odontologia – UnB. 3 Esp. em Prótese Dentária – HRAC/ USP, Mestrado em Reabilitação Oral – FOB/USP, Doutorado em Ciências da Saúde – UnB. 4 Prof. do Programa de Pós Graduação em Odontologia – UnB. 5 Me. e Dr. em Dentística Restauradora – UEPG, Prof. do curso de Especialização em Dentística – ILAPEO, Prof. de Dentística Operatória – UNIDOMBOSCO. DOI: 10.24077/2022;1351220614

Este conteúdo é restrito a membros do site. Se você é um usuário registrado, por favor faça o login. Novos usuários podem registrar-se abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
LEIA MAIS
Precisa de ajuda?