Sexo ou gênero? Entendendo a nomenclatura correta em pesquisa

Sexo ou gênero? Entendendo a nomenclatura correta em pesquisa

Vol. 15 – Número 60 – 2022 Na Visão D’elas Página 88-97 Sexo ou gênero? Entendendo a nomenclatura correta em pesquisa Cátia Cardoso Abdo Quintão1 Luísa Schubach da Costa Barreto2 Verônica Santos Conde3 Fabiane Azeredo4 Luciane Macedo de Menezes5 Resumo A terminologia “Sexo” e “Gênero” possui importância na área científica, especificamente, na área da saúde. Ainda se observa o uso incorreto dos termos Sexo e Gênero, até mesmo como sinônimos. Esta revisão sistematizada da literatura tem a finalidade de abordar e discutir o uso dos termos “Sexo” e “Gênero” nas pesquisas científicas na área da saúde. As bases de dados Medline/Pubmed, Google Acadêmico, DOSS/EBSCO, BVS/BBO/LILACS foram consultadas em 2022. A estratégia de busca incluiu os termos MeSH: “Sexo, Sexualidade”; “Gênero, Análise de Gênero, Identidade de Gênero”; “Masculino, Homem”; e “Feminino, Mulher”. O critério PECO foi articulado para identificar artigos que definiam os termos “Sexo” e “Gênero”. Foram recuperados 933 artigos até 2022, sendo 15 incluídos na síntese qualitativa dos resultados nas áreas de Medicina, Odontologia, Psicologia, Sociologia, Enfermagem e Ciências Econômicas, entre 1993 e 2021. Observou-se uma tendência de utilizar “Sexo” ao contexto ortodoxo exclusivo às características sexuais decorrentes da biologia humana. Enquanto, “Gênero” correspondeu à personificação individual de como o participante da pesquisa gostaria de se declarar ao estudo. O uso do termo “Sexo” está associado à biologia humana (macho ou fêmea), ou seja, relacionado às características sexuais. O termo “Gênero» refere-se à autopercepção, ao papel social, comportamento e à identidade da pessoa. Dessa forma, estudos que envolvem caraterísticas biológicas (morfológicas, cronológicas, de crescimento e desenvolvimento físicos) deveriam considerar o “Sexo”, enquanto estudos de outra natureza, deveriam considerar o “Gênero”. Descritores: Sexo, identidade de gênero, terminologia, masculino, feminino. 1 Professora Titular da Disciplina de Ortodontia – UERJ. 2 Doutoranda em Odontologia (Ortodontia) – UERJ, Professora Substituta de Ortodontia – UFRJ. 3 Mestre em Odontologia (Ortodontia) – UERJ. 4 Pós-Doutoranda da Disciplina de Ortodontia – PUC-RS. 5 Professora Titular da Disciplina de Ortodontia – Escola de Ciências da Saúde e da Vida – PUCRS. DOI: 10.24077/2022;1560-01885467

Este conteúdo é restrito a membros do site. Se você é um usuário registrado, por favor faça o login. Novos usuários podem registrar-se abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
LEIA MAIS
Precisa de ajuda?