Nanofatores de crescimento, peptideos e vitamina C no tratamento de cicatrizes – uma abordagem eficaz

Nanofatores de crescimento, peptideos e vitamina C no tratamento de cicatrizes – uma abordagem eficaz

Vol. 4 – Número 14 – 2023 Relato de caso Página 20-28 Nanofatores de crescimento, peptideos e vitamina C no tratamento de cicatrizes – uma abordagem eficaz Roberta de Lucca1 Javier Quilodrán Bazan2 Roberta Fontanari3 Kaio Cezar Andrade4 Julia Freitas5 RESUMO O tratamento de cicatrizes representa um grande desafio terapêutico, com resultados muitas vezes frustrantes. A cicatriz é resultante de uma lesão cutânea, intencional ou ocasionada por acidente. É secundária a um processo de reparação tecidual o que a torna completamente imprevisível e variável. Constitui um problema funcional, estético e em muitos casos psicológico, podendo levar a outros transtornos relacionados a autoestima, preconceito e em muitos casos isolamento social. O tratamento é complexo, e muitas vezes a associação de técnicas pode ser a melhor terapêutica. Neste caso, optou-se pela realização da mesoterapia com uma mescla de ativos associado à subincisão. O objetivo do presente trabalho foi a melhora da aparência de cicatriz na região glabelar, com a associação de duas técnicas, a mesoterapia e a subincisão com cânula. Descritores: Lesão cutânea, cicatriz hipertrófica, tratamento. 1 Pós-graduada em Estética e Cosmetologia Faculdade Dom Alberto, Esp. em Harmonização Orofacial – Uniavan 2022, Coord. Acadêmica e Prof.ª titular de HOF – Instituto Roberta de Lucca. 2 Me. em Pedagogia Aplicada a Educação Superior – UNAB, Esp. em Patologia Oral, Prof. dos cursos de HOF – Instituto Roberta Fontanari. 3 Esp. em Ortodontia e Harmonização Orofacial, Me. em Ortodontia, Palestrante internacional Harvard University, Prof.ª no curso de Anatomia e Técnicas Avançadas da Harmonização Orofacial MARC Institute Miami USA, Prof.ª Titular e Coord. dos cursos de Harmonização Orofacial Instituto Roberta Fontanari. 4 CD, Esp. em Harmonização Orofacial – FACOP. 5 Me. em Implantodontia. DOI: 10.24077/2023;4140317223

Este conteúdo é restrito a membros do site. Se você é um usuário registrado, por favor faça o login. Novos usuários podem registrar-se abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
LEIA MAIS
Precisa de ajuda?