Correção da mordida cruzada posterior bilateral em paciente classe III por compensação dentoalveolar – relato de caso

Correção da mordida cruzada posterior bilateral em paciente classe III por compensação dentoalveolar – relato de caso

Vol. 14 – Número 56 – 2021 Relato de caso Página 67-75 Correção da mordida cruzada posterior bilateral em paciente classe III por compensação dentoalveolar – relato de caso Josiane Goulart Silva¹ Francielen Prates Ferreira Barbosa² Rodrigo Romano da Silva³ Resumo A busca pelo tratamento ortodôntico por pacientes adultos tem aumentado nos consultórios. A demanda estética é um fator contribuinte para esse aumento. Ao tratar de um paciente adulto pode-se encontrar vários tipos de problemas oclusais. Como exemplo, pode-se citar a deficiência transversal da maxila. Esse caso clínico trata-se do tratamento compensatório de um paciente Padrão I com mordida cruzada posterior bilateral, relação molar de Classe III, atresia do arco superior e expansão do arco inferior. Para realizar o tratamento foram utilizados aparelho fixo autoligado, fios Cooper NiTi com diagrama expandido arcada superior e NiTi convencional na arcada inferior associados a levantes de mordida e uso de elásticos (1/8”) intermaxilares para descruzar a mordida. O resultado satisfatório foi obtido com a correção da relação de mordida cruzada posterior, obtenção de uma oclusão satisfatória em Classe I, melhora do sorriso, overbite e overjet dentro dos padrões e resolução da queixa do paciente. Descritores: Mordida cruzada, má oclusão, Ortodontia. ¹ Curso de Especialização em Ortodontia – FACSETE. ² Mestre em Odontologia, Curso de Especialização em Ortodontia – FACSETE. ³ Mestre em Ortodontia – SL Mandic, Especialista em Ortodontia – Faisa/Ciodonto. DOI: 10.24077/2021;1456-6775

Este conteúdo é restrito a membros do site. Se você é um usuário registrado, por favor faça o login. Novos usuários podem registrar-se abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
LEIA MAIS
Precisa de ajuda?