Coluna Point of View – Terceiros molares: por que extrair ou manter?

Coluna Point of View – Terceiros molares: por que extrair ou manter?

Vol. 15 – Número 58 – 2022 Coluna Point of View Página 8-12 Terceiros molares: por que extrair ou manter? Orlando Tanaka1 Sergio Luiz Mota Júnior2 Gil Guilherme Gasparello3 Fábio Acciaris4 Paul-Henry Casselman5 Introdução A impactação de terceiros molares — ou dentes do siso — é um dos problemas clínicos do dia a dia do ortodontista, tanto em pacientes adolescentes quanto em adultos. Embora seja uma adversidade frequente, a possibilidade de mantê-los, a menos que algum problema clínico justifique sua exodontia¹, deve ser ponderada no diagnóstico de todas as más oclusões, como no caso de qualquer outro dente. O primeiro molar inferior é um dos dentes mais comumente extraídos, na maioria das vezes, devido à cárie severa². Assim, a manutenção deste espaço para a reabilitação com próteses ou implantes dentários e a alternativa de fechamento com tratamento ortodôntico com a mesialização dos segundos e terceiros molares são possibilidades viáveis de tratamento³ e devem ser consideradas. Outra questão é quanto ao apinhamento dos incisivos inferiores causado pelos sisos inferiores. Há uma correlação positiva como um dos fatores etiológicos para o apinhamento4. No entanto, há evidências que mostram que os terceiros molares inferiores não devem ser extraídos como uma medida preventiva à ocorrência do apinhamento anteroinferior5. A indicação de extração dos sisos é controversa na literatura. As razões dessas exodontias são as altas incidências de impacção, muitas vezes associadas às pericoronarites, a problemas periodontais na região distal do segundo molar, a cárie no terceiro ou no segundo molar, a diferentes tipos de cistos odontogênicos e tumores, além do apinhamento dos incisivos inferiores6. 1 Professor Titular – PPGO – PUCPR, Diplomado pelo Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial, Escola de Medicina e Ciências da Vida. 2 Doutor em Saúde – UFJF, Pós-doutorando – UFJF, Professor do Curso de Especialização em Ortodontia – UFJF. 3 Mestre em Odontologia, Ortodontia – PUCPR, Escola de Medicina e Ciências da Vida. 4 Especializando em Ortodontia – ILAPEO. 5 Mestrando – Catholic University Leuven. DOI: 10.24077/2022;1558-220314

Este conteúdo é restrito a membros do site. Se você é um usuário registrado, por favor faça o login. Novos usuários podem registrar-se abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
LEIA MAIS
Precisa de ajuda?