COLUNA ODONTOLOGIA LEGAL – O direito ambiental/sustentabilidade presente no cotidiano da Odontologia

COLUNA ODONTOLOGIA LEGAL – O direito ambiental/sustentabilidade presente no cotidiano da Odontologia

Vol. 12 – Número 47 – 2021

COLUNA ODONTOLOGIA LEGAL

Página 7
O direito ambiental/sustentabilidade presente no cotidiano da Odontologia

Prof. Roberley Araújo Assad
– MSc PhD, Cirurgião-Dentista CRO/PR-7497
– Prof. de Graduação e Coord. de Pós-Graduação em Ortodontia – Cescage/Ponta Grossa;
– Prof. de Graduação e Coord. de Pós-Graduação em Ortodontia – Faculdade Herrero/Curitiba;
– Coord. de Pós-Graduação em Ortodontia – Soepar/Curitiba;
– Prof. de Pós-Graduação em Ortodontia – Ioa/Avantis/Curitiba – Joinville/SC;
– Formando em Direito – Dom Bosco/Curitiba;
– Revisor Científico da Orthoscience.

Salientar se faz necessário que nosso ambiente de trabalho em clínicas está diretamente relacionado ao meio ambiente de uma maneira geral, o qual a geração atual é extremamente rigorosa na tentativa de sua conservação. Tudo que envolve o tema resulta na união dos jovens, que não medem esforços para amparar e proteger tudo o que futuramente seja fundamental para as novas gerações viverem bem. Vários pontos do nosso dia a dia devem ser habitualmente revistos e cuidados, tais como, e principalmente, o uso consciente da água, roupas (descartáveis ou não) e destinação do lixo (contaminado ou comum).

Vejam como esse assunto é de tal importância e pertinência que a saúde bucal já está inclusa na agenda 2030 da Organização das Nações Unidas para desenvolvimento saudável. Durante o VI Simpósio de Odontologia Sustentável, realizado pela ABCD, ADI, APCE e demais entidades apoiadoras, a convenção de Minamata sobre o mercúrio e a Declaração Política sobre Cobertura Universal da saúde também foram temas abordados na discussão¹.

O coordenador do Centro de Odontologia Sustentável da Universidade Federal Fluminense, Claudio Fernandes, em entrevista lembrou que o cirurgião-dentista é agente de sustentabilidade e é necessário seu envolvimento no tema: “Ele precisa interagir com paciente, sua população. Cada pessoa usa de 3 ou 4 escovas de dente ano. Todos os anos são 100 mil toneladas de plástico só de escova de dente. O dentista pode instalar no seu consultório um ponto de coleta de escova dos seus pacientes. É uma ação simples, mas de grande impacto no meio ambiente, na sustentabilidade”¹.

Trazer essa pauta para a realidade da Odontologia significa que o profissional deve procurar soluções que levem em conta a preservação de recursos naturais, aliadas aos custos e, claro, valorizando o paciente. Um exemplo é o uso consciente de materiais na consulta, evitando gastos e perdas desnecessárias; e o descarte correto dos materiais. “Dentre os vários aspectos da sustentabilidade em Odontologia, o profissional deve aprender a lidar com a produção, tratamento e o descarte de resíduos sólidos, discutir o impacto do amálgama dental no meio ambiente, já que no preparo dos amálgamas dentais, utiliza-se o mercúrio, além de outras questões que abrangem o manuseio da água e da energia que também devem ser discutidas”².

Estamos diante de um novo tipo de consumidor que, apesar de ainda não representar à sociedade como um todo, já corresponde a uma boa parcela da mesma: “Este novo consumidor se apresenta mais consciente das questões relacionadas ao consumo e manutenção do meio ambiente. Empresas ou profissionais que estão investindo no crescimento sustentável e respeito ao meio ambiente acabam por conquistar este novo consumidor, sendo que a área da saúde também está atenta a este novo paradigma”².

Ganha rápida notoriedade perante pacientes e público de uma maneira geral, aquele profissional que se preocupa com os aspectos mais peculiares que esta coluna aborda nesta edição, pois noticiários de telejornais são intensos quando o assunto fere ou maltrata o meio ambiente em qualquer um de seus segmentos. Já foi fotografada uma
tartaruga com um canudo de plástico enfiado numa de suas narinas que causou comoção mundial pela impossibilidade da mesma em poder removê-lo e ter que conviver por sabe qual período de sua vida.

Os caminhos se convergem para que no cotidiano de nossas práticas odontológicas, consigamos soluções para planejar e atingir o aumento da remuneração de todos os envolvidos nas clínicas concomitantemente reduzindo desperdícios aliando ações que preservem o meio ambiente interno e externo do reduto físico de nosso trabalho.

Agradeço aos autores citados pelo ótimo conteúdo, indispensável para a Odontologia.

Referências:
1. Costa M. Odontologia e Sustentabilidade: o que o Cirurgião-Dentista pode fazer para garantir a continuidade da vida no planeta? [Acesso em: 24 abr 2021]. Disponível em: http://www.apcd.org.br/index.php/noticias/1528/acontece-no-ciosp-site/21-02-2020/odontologia-e-sustentabilidade-o-que-o-cirurgiao-dentista-pode-fazer-para-garantir-a-continuidade-da

2. Orthodontic. [homepage na internet] Os desafios para uma Odontologia sustentável. [Acesso em: 24 abr 2021]. Disponível em: https://www.orthodonticbrasil.com.br/orthodontic/os-desafios-para-uma-odontologia-sustentavel/

DOI: 10.24077/2021;1247-OL7

Disponível para download, clique aqui.

Precisa de ajuda?