Cirurgia Ortognática – Cirurgia ortognática e Ortodontia guiados pelo diagnóstico craniofacial 3D

Cirurgia Ortognática – Cirurgia ortognática e Ortodontia guiados pelo diagnóstico craniofacial 3D

Vol. 14 – Número 55 – 2021 Cirurgia Ortognática Página 32-44 Cirurgia ortognática e Ortodontia guiados pelo diagnóstico craniofacial 3D Luiz Felipe Rossi Tassara¹ Franciele Orlando² Com este artigo, queremos te levar a uma reflexão sobre o quanto a nossa decisão de diagnóstico e tratamento afeta diretamente a qualidade de vida, a estabilidade e a longevidade do tratamento que realizamos em nossos pacientes. Realizar um diagnóstico adequado hoje vai repercutir no resultado do tratamento amanhã. Dessa forma, o diagnóstico é a peça fundamental para o sucesso do tratamento, independente da técnica ou filosofia utilizada para executar o tratamento ortodôntico e cirúrgico. Convidamos você a fazer uma escalada de uma montanha, a montanha de um tratamento ortodôntico cirúrgico. Vamos imaginar que estamos na base da montanha e que a base é o diagnóstico 2D que utilizamos há 90 anos. Quando estamos na base da montanha temos uma visão limitada e não conseguimos vislumbrar o horizonte, temos sobreposições de estruturas anatômicas, transformamos estruturas curvas tridimensionais em imagens bidimensionais, possuímos distorções de imagens, erros de magnificação e, com isso, podemos ter interpretações duvidosas para avaliar as estruturas craniofaciais, distinguir a origem e a magnitude do problema para um adequado diagnóstico. Consequentemente, a nossa visão do paciente fica limitada. Imagine-se agora olhando além do que os seus olhos estão acostumados a ver, vislumbrando o encantamento de estar no topo dessa montanha. Dessa forma, te convidamos agora a iniciar o processo de escalada dessa montanha, o processo de iniciar um tratamento ortodôntico cirúrgico. O destino — o nosso topo da montanha — é tão importante quanto a maneira como iremos realizar a escalada, ou seja, o diagnóstico craniofacial 3D que é o topo da montanha é tão importante quanto a técnica (fios, bráquetes, filosofia ortodôntica ou da cirurgia ortognática) que iremos utilizar durante esta escalada. E, ao chegar ao topo, você vai se deslumbrar com a visão mais abrangente e o quanto isso vai impactar a sua vida e a vida de seus pacientes. ¹ Residência em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial – PUCBH, Mestre em Ortodontia – UMESP, Professor de Cirurgia Ortognática e Cirurgia de ATM – Simetrium, Coordenador do Curso de Aperfeiçoamento em CTBMF – Odontocenter. ² Doutoranda em Ortodontia – SL Mandic, Mestre em Ortodontia – UMESP –SP, Especialista em Ortodontia e Odontopediatria – PF-RS, Professora de Ortodontia – Simetrium. DOI: 10.24077/2021;1455-3244 Prezado assinante, o artigo estará disponível para download em janeiro de 2022.

Este conteúdo é restrito a membros do site. Se você é um usuário registrado, por favor faça o login. Novos usuários podem registrar-se abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
Abrir conversa
Precisa de ajuda?