A eficácia da hialuronidase diluída com anestésico lidocaína na degradação do ácido hialurônico

A eficácia da hialuronidase diluída com anestésico lidocaína na degradação do ácido hialurônico

Vol. 5 – Número 18 – 2024 Artigo original Página 48-58 A eficácia da hialuronidase diluída com anestésico lidocaína na degradação do ácido hialurônico Julliana Cunha de Almeida¹ RESUMO Objetivo: O estudo visa analisar se produtos aplicados no ácido hialurônico Biogelis Volume causam sua degradação, além de investigar se 1 minuto é suficiente para a transição do gel para o estado líquido. Objetivos secundários incluem identificar métodos de diluição da hialuronidase, avaliar o papel, vantagens e desvantagens do uso da enzima, e contribuir para o conhecimento científico sobre a degradação enzimática do ácido hialurônico (AH) em diferentes diluições. Métodos: Realizou-se um estudo reológico do AH Biogel Volume exposto a diluições de hialuronidase, usando lidocaína sem vasoconstritor ou solução salina estéril. As amostras foram analisadas em triplicata com um reômetro rotacional para determinar o módulo de armazenamento (G’). Resultados: Todos os diluentes afetaram a degradação do AH em 1 minuto, com variação significativa apenas no módulo elástico (G’) entre os diluentes. Conclusões: A escolha do diluente pode impactar seletivamente o módulo elástico do gel, enquanto outras propriedades podem não ser afetadas. A diluição com lidocaína junto com o soro mostrou maior significância em relação à diluição apenas com o soro ou apenas com o anestésico. Descritores: Ácido hialurônico, hialuronidase, viscoelasticidade, degradação. ¹ Bucomaxilofacial; Esp., Me. e Doutoranda em Harmonização Orofacial. DOI: 10.24077/2024;5183207787815

Este conteúdo é restrito a membros do site. Se você é um usuário registrado, por favor faça o login. Novos usuários podem registrar-se abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
LEIA MAIS
Precisa de ajuda?