Uso do instrumento XP-Endo Finisher no tratamento endodôntico em um dente com reabsorção dentinária interna

R$ 56,00

Artigo em PDF para download

ATENÇÃO: Após a confirmação de pagamento você receberá em seu email cadastrado um link para download do arquivo em versão PDF e também será disponibilizado em nosso site um link para download do arquivo.
Tanto o envio do email quanto a disponibilização do link para download só serão efetivadas após a validação do seu pagamento.

Product price
Additional options total:
Order total:

Descrição

Vol. 10 – Número 39 – 2019

CADERNO DE ODONTOLOGIA CLÍNICA

Relato de caso 

Página 143-149
Uso do instrumento XP-Endo Finisher no tratamento endodôntico em um dente com reabsorção dentinária interna

George Táccio de Miranda Candeiro1
Amanda Mourão Ley2
Luciana Maria Arcanjo Frota3
Samila dos Santos Gonçalves4
Wilson Roberto Domiciano5
Hermano Camelo Paiva6

Resumo
De acordo com a Associação Americana de Endodontistas (AAE), reabsorção dentinária é definida como uma condição fisiológica ou patológica resultante de perda de dentina, cemento e/ou osso. As reabsorções internas, quando detectadas precocemente, apresentam um bom prognóstico a longo prazo, sendo indicada a realização do tratamento endodôntico de forma imediata para limitar seu avanço. A área de reabsorção torna difícil a completa
limpeza e obturação hermética do espaço do canal. O instrumento XP-Endo Finisher é indicado em protocolos finais de desinfecção, pois respeita a anatomia original do canal radicular e promove a limpeza de suas irregularidades. Neste sentido, o objetivo do presente trabalho é relatar o tratamento endodôntico em um incisivo central inferior com reabsorção dentinária interna, no qual o instrumento XP-Endo Finisher foi utilizado. Paciente PMS, gênero
masculino, 78 anos, foi encaminhado para fazer o tratamento endodôntico no dente 41 que apresentava uma reabsorção dentinária interna e lesão periapical. O tratamento endodôntico incluiu a instrumentação do canal radicular com os instrumentos Reciproc, irrigação com NaOCl 2,5%, medicação com hidróxido de cálcio e ativação complementar com o instrumento XP-Endo Finisher. Após 1 ano de acompanhamento, verifica-se que o dente apresenta função mastigatória normal, estando o paciente assintomático. Radiograficamente, observa-se reparo ósseo periapical, indicando sucesso na terapia endodôntica adotada. A partir do presente relato de caso, concluiu-se que a utilização do instrumento XP-Endo Finisher é uma alternativa viável para complementar o preparo dos canais radiculares em dentes com reabsorção dentinária interna.

Descritores: Endodontia, materiais dentários, reabsorção de dente, desinfecção.

¹ Pós-Doutor em Endodontia – FOUSP, Dr. em Endodontia – FOUSP, Prof. do Curso de Odontologia – Unichristus – Fortaleza/CE, Coord. dos Cursos de Esp. em Endodontia – Unichristus – Fortaleza/CE, NEXO – Fortaleza/CE, CIEC – São Luís/MA.
² Mestranda em Odontologia – UFC, Esp. em Endodontia – IESO Fortaleza/CE, Profª. dos Cursos de Esp. e Aperfeiçoamento em Endodontia – NEXO Fortaleza/CE.
³ Doutoranda em Odontologia – UFC, Ma. em Odontologia – UFC, Esp. em Endodontia – IESO Fortaleza/CE, Profª. dos Cursos de Esp. e Aperfeiçoamento em Endodontia – NEXO Fortaleza/CE.
4 Ma. em Microbiologia Médica – UFC, Esp. em Endodontia – IESO Fortaleza/CE, Profª. dos Cursos de Esp. e Aperfeiçoamento em Endodontia – NEXO – Fortaleza/CE.
5 Esp. em Endodontia – Unichristus – Fortaleza/CE, CD do Núcleo de Excelência em Odontologia – NEXO – Fortaleza/CE.
6 Mestrando em Endodontia – FOUSP, Esp. em Endodontia – IESO Fortaleza/CE, Prof. dos Cursos de Esp. e Aperfeiçoamento em Endodontia – NEXO – Fortaleza/CE.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Uso do instrumento XP-Endo Finisher no tratamento endodôntico em um dente com reabsorção dentinária interna”
Abrir conversa
Precisa de ajuda?