Orthoscience: Editorial

Editoriais Orthodontic Science and Practice - Edição 39

 

E ASSIM SE PASSARAM 10 ANOS!

Não há dúvidas de que a Ortodontia tem passado por uma grande revolução nos últimos anos. Avanços na ciência e inovações tecnológicas introduzidos na última década mudaram o rumo da nossa especialidade.

 
A tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) mudou completamente a visão do ortodontista, que passou a reconhecer o seu paciente em 3D. Por meio de cortes anatômicos nos diferentes planos do espaço e da reconstrução tridimensional da face foi possível enxergar o que antes não se imaginava, permitindo muito mais detalhes, precisão e previsibilidade no diagnóstico ortodôntico.
 
 
O desenvolvimento de novas biomecânicas com a utilização da ancoragem esquelética ampliou os limites do tratamento ortodôntico. Movimentos dentários de execução complexa ou mesmo inviáveis com os recursos tradicionais tornaram-se simples e corriqueiros com a utilização dos mini-implantes e das miniplacas.
 
Os braquetes autoligados causaram muita controvérsia, é verdade, mas é inegável que ajudaram a repensar e a redefinir a mecânica ortodôntica.
 
No entanto é provável que a inovação que mais tenha revolucionado as bases da Ortodontia seja a sua entrada na era digital. É um novo mundo que parece não ter limites para novas possibilidades, do diagnóstico à contenção. 
 
Com base nessa tecnologia, um dos recursos que mais se desenvolveu nos últimos 10 anos foram os alinhadores. Com eles, os ortodontistas e os pacientes aprenderam uma maneira totalmente nova de fazer Ortodontia: movimentar dentes sem usar braquetes.
 
Esses são apenas alguns dos recursos, entre muitos outros, que têm revolucionado a Ortodontia. Sem dúvida, uma Ortodontia totalmente diferente de 10 anos atrás!  É bem provável que se você fizer um exercício de memória e voltar no tempo, vai perceber que também evoluiu na mesma medida.
 
O que nos deixa muito felizes e honrados é que a Ortho Science faz parte dessa história. Há 10 anos toda essa evolução tem sido escrita em nossas páginas. Há 10 anos, nosso compromisso é levar até você as novas evidências, tecnologias e tendências da Ortodontia. Tudo com muito zelo e imparcialidade, procurando sempre dar voz ao contraditório, sem comprometer o rigor de uma política editorial de qualidade.
 
Diante dessa conquista, também é momento de agradecer. Com muita gratidão lembramos de todos os editores que fizeram e fazem parte dessa história. Agradecemos também aos nossos leitores, que com grande carinho têm recebido nossas ideias, e aos nossos parceiros comerciais, que têm nos ajudado neste projeto. Nosso agradecimento especial também aos autores e revisores que têm ajudado a construir essa história. Não há como esquecer do pessoal dos bastidores, de quem realmente faz esta revista, do projeto à impressão. A todos, nosso mais sincero muito obrigado.
 
E assim se passaram 10 anos... de muito sucesso!
 
Boa leitura.
 
Dr. Ricardo Moresca 
Diretor Científico
 
 
O MAPA PARA O SUCESSO NA ORTODONTIA
 
Nos últimos anos a Ortodontia tem visto a introdução de muitas técnicas que permitem uma melhoria no tratamento dos pacientes. Para citar algumas, teríamos: a ancoragem esquelética (miniplacas e miniparafusos), a tomografia do feixe cônico, os aparelhos customizados no computador; alguns métodos de aceleração do tratamento e os braquetes autoligáveis.
 
Ao mesmo tempo que essas técnicas nos auxiliam, elas podem complicar a cabeça, principalmente, dos iniciantes na especialidade. Pois se antes já tínhamos, digamos, até o início dos anos 90 uma quantidade enorme de informações, que deveríamos receber durante um Curso de Pós-graduação em Ortodontia, hoje, talvez já tenhamos o dobro.
 
Isso tem gerado muita ansiedade nos alunos que iniciam a especialidade, pois parece que eles não vão aprender o necessário para serem bons profissionais. Alguns, infelizmente, têm desistido no início e outros após a sua entrada no mercado de trabalho.
 
Muitos ao saírem dos Cursos de Especialização, e ao se depararem com as dificuldades, percebem as suas deficiências e iniciam Cursos de Aperfeiçoamento e/ou Credenciamento, ou seja lá, qual for o nome do momento. Isso não deixa de ser interessante e bom para o desenvolvimento profissional.
 
Entretanto temos visto alguns gurus propondo um mapa para o sucesso, que talvez não exista, mas que muitos gostariam de encontrar. Nenhuma “filosofia” de tratamento ou técnica sozinha vai transformar um profissional com deficiência de formação num profissional de excelência. Essa mágica não existe!!
 
Na vida real, ortodontistas clínicos de sucesso vão desenvolver planos de tratamento individualizados para seus pacientes e não vão ser influenciados pelas “filosofias” de tratamento não comprovadas cientificamente, que dão resultados apenas nas mãos dos grandes gurus.
 
Infelizmente ou felizmente, o mapa para o sucesso será construído por você e estará relacionado com a quantidade de suor e empenho que você estiver disposto a dedicar para alcançá-lo. Provavelmente, a jornada será longa e não haverá atalhos. Entretanto alcançar o sucesso vai valer muito pena.
 
10 anos !!!!
 
Parabéns para toda a equipe da OrthoScience!!!
 
10 anos contribuindo para você alcançar o sucesso!!!
 
Aproveite esta edição especial com artigos excepcionais. A Revista faz aniversário, mas quem ganha o presente é você.
 
Prof. Dr. Alexandre Moro
Editor Científico Adjunto

 

EDITORA PLENA