Cientistas descobrem ligação entre problemas de peso e perda de dente

Publicado em 08/06/2018 00:00

Apesar de a obesidade ser uma crescente preocupação de saúde pública, apenas um número limitado de dados está disponível sobre a relação entre perda de dentes e obesidade. Atualmente, um novo estudo envolvendo 1.720 brasileiros adultos forneceu uma nova evidência que associa obesidade com o número de dentes. Entretanto, descobriu-se que a ligação depende majoritariamente da idade dos participantes.
 
O estudo foi conduzido por pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina entre Setembro de 2009 e Janeiro de 2010. O mesmo envolveu 761 homens e 959 mulheres, de maioria branca (82 por cento), com idades de 20 a 59 anos e oriundos de Florianópolis, sul do Brasil. Um terço dos participantes tinha idade de 20 a 29 anos (33 por cento) e possuía dez ou mais dentes em ambos arcos (76 por cento) . A taxa de obesidade era similar entre os participantes homens e mulheres. O índice de massa corporal era 25.9 nos homens e 25.4 nas mulheres. A circunferência da cintura era 79 cm nos homens e 88 cm nas mulheres.
 
Os pesquisadores descobriram que a presença de menos de dez dentes em pelo menos um dos arcos estava positivamente associada à alta do IMC e circunferência da cintura. A prevalência de obesidade era 50 por cento maior naqueles com menos de dez dentes em apenas um arco comparado àqueles com dez ou mais dentes em ambos arcos. Entretanto, os pesquisadores também descobriram que com o aumento da idade a relação entre perda de dente e obesidade torna-se menos significante. “A principal explicação para este fato encontra-se nas mudanças de dieta ao longo da vida e na perda de dente. O padrão alimentar muda de acordo com a presença e número de dentes naturais”, dizem os pesquisadores.
 
A fim de promover a saúde oral, e prevenir a perda de dente e a obesidade, são necessários mais estudos longitudinais que envolvam comunidades urbanas e rurais para melhor compreender a relação complexa entre as duas doenças, eles concluíram. Atualmente, os pesquisadores estão preparando a segunda fase deste estudo para testar a hipótese formulada.
 
Em adição aos problemas dentários, a obesidade está associada a um número de doenças crônicas incluindo diabetes, doenças cardíacas, derrames e certos tipos de câncer. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, mais de 1.4 milhões de adultos acima dos 20 anos estavam acima do peso em 2008. No geral, mais de um décimo da população adulta mundial estava obesa, constatou a organização.
 
 
Fonte: Dental Tribune

EDITORA PLENA