Coluna Excelência Clínica: Controle da angulação dos caninos na Classe III

Publicado em 18/12/2018 00:00

Vol. 11 – Número 44 – 2018
 
Coluna Excelência Clínica
 
Página 14-16
Controle da angulação dos caninos na Classe III
 
Prof. Dr. Ricardo Moresca
 
O tratamento compensatório da Classe III exige ajustes no torque e na angulação dos dentes anteriores com o objetivo de ampliar o perímetro do arco dentário superior e reduzir o perímetro do arco dentário inferior.
Para os dentes superiores é preciso aumentar a inclinação vestibular dos incisivos e a angulação mesial dos caninos. Nos dentes inferiores é indicado diminuir o torque dos incisivos e a angulação mesial dos caninos.
Algumas técnicas ortodônticas apresentam variações no torque e na angulação dos bráquetes dos dentes anteriores que favorecem esses ajustes na Classe III. No entanto o manejo clínico de várias prescrições pode gerar custos adicionais e maior dificuldade de controle de estoque e de reposições.
Uma versatilidade dos aparelhos pré-ajustados, que pode ser aplicada com facilidade, sendo bastante útil no tratamento compensatório da Classe III, é a inversão entre os lados direito e esquerdo dos bráquetes dos caninos inferiores1,2. Realizando-se essa inversão, a angulação dos caninos inferiores torna-se negativa, prevenindo a inclinação vestibular dos incisivos e ajudando a controlar o perímetro do arco dentário inferior (Figura 1).

Arquivos para download

EDITORA PLENA