O impacto das disfunções temporomandibulares na qualidade de vida dos professores do ensino público de Pernambuco

Publicado em 18/12/2018 00:00

Vol. 10 – Número 37 – 2018
 
CADERNO DE ODONTOLOGIA CLÍNICA
 
Artigo original / Original article
 
Página 128-135
O impacto das disfunções temporomandibulares na qualidade de vida dos professores do ensino público de Pernambuco
The impact of temporomandibular disorders on the quality of life in the teachers at Pernambuco state public schools
 
Iani Alves de Oliveira Martorelli1
Patrícia Cristina de Véras Souza Maia2
Sérgio Bartolomeu de Farias Martorelli3
 
Resumo
Neste trabalho foi realizada uma avaliação do impacto da desordem temporomandibular (DTM) na qualidade de vida dos professores da rede pública estadual de Pernambuco, atendidos em um serviço especializado nesta patologia para os servidores estaduais, composta por uma amostra de 70 prontuários que continham uma ficha de avaliação própria do setor para avaliar DTM. Foi utilizada uma ficha de avaliação de DTM do próprio serviço que contemplava a identificação do paciente, avaliação da dor, história odontológica, sintomatologia referida e a influência desta sobre a qualidade de vida desses profissionais. Os resultados obtidos receberam tratamento estatístico através do teste Qui-quadrado de Pearson ou Exato de Fisher, e para avaliar a força da associação nos cruzamentos das variáveis foi utilizado o Odds Ratio (OR), com intervalo de confiança de 95,0% e margem de erro 5%. Foi utilizado o programa SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) na versão 2.1. Observou-se que a intensidade de dor foi de 8,6% para dores leves, 55,7% para moderadas e 28,6% para intensas. Em relação ao comprometimento dos aspectos psicossociais comportamentais, houve um prejuízo no trabalho na ordem de 47,1%, e junto com outros itens avaliados apresentou um impacto na qualidade de vida leve (7,1%), médio (61,4%) e forte (31,4%). Concluiu-se que a DTM causa um significante impacto negativo na qualidade de vida dos professores, sendo, portanto, necessária a elaboração de estratégias de prevenção, diagnóstico e tratamento especializado para este agravo à saúde, proporcionando melhor estado de saúde física e mental para esta classe trabalhadora.
 
Descritores: Articulação temporomandibular, síndrome da disfunção da articulação temporomandibular, qualidade de vida.
 
Abstract
This paper reports the impact of temporomandibular joint disorder (TMD) on public school teachers’ quality of life, from Pernambuco, Brazil, treated in a specialized TMD public service. Seventy records containing an evaluated from to assess the TMD informations from this patients were used. The impact of TMD on quality of life was evaluated from issues that were closest to OHIP 14 questions. Chi-square and Fisher´s exact tests were used and, to cross categorical variables, the value of the odds ratio (OR) was obtained with a confidence interval of 95% and a 5% margin of error. SPSS 2.1 (Statistical Package for Social Sciences) were used. The pain intensity was 8.6% for mild pain, 55.7% for  oderate pain, and 28.6% for severe pain. An impairment on working time occurred with 47.1% of the sample, and along with other items tested, showed a mild impact on quality of life (7.1%), medium (61,4%), and strong (34,4%). It was concluded that the TMD causes a significant negative impact on teachers’ quality of life and it is required strategies for prevention, diagnosis and specialized treatment for this health problem, providing better physical and mental health for public school teachers. 
 
Descriptors: Temporomandibular joint, temporomandibular joint dysfunction syndrome, quality of life.
 
1 Fonoaudióloga – Universidade Católica de Pernambuco, Fisioterapeuta – Universo.
2 Fisioterapeuta, Especialista em Fisioterapia, Ginecologia Obstetrícia e Fisioterapia nas Disfunções Temporomandibulares, Professora de Fisioterapia – Universo, Recife.
3 Dr. em Estomatologia – UFPB, Me. e Esp. em Cirurgia Bucomaxilofacial – UFPE, Esp. em DTM e Dor Orofacial – CFO, Esp. em Odontologia do Trabalho e Especialista em Odontologia Legal – SL Mandic, Prof. Titular de CTBMF – Faculdade de Odontologia do Recife, Coord. da Especialização em CBMF – FACSET – CPO.
 

Este artigo é exclusivo.Compre agora este artigo e receba em PDF via email - Valor R$ 40,00

EDITORA PLENA