Avaliação da microinfiltração marginal utilizando um sistema adesivo autocondicionante

Publicado em 18/12/2018 00:00

Vol. 10 – Número 37 – 2018
 
CADERNO DE ODONTOLOGIA CLÍNICA
 
Artigo original / Original article
 
Página 117-126
Avaliação da microinfiltração marginal utilizando um sistema adesivo autocondicionante
Marginal microleakage assessment using a self-etching adhesive system
 
 
 
 
 
 
Alessandra Burille1
Paula Ghiggi2
Daiane Casarin1
Victória Alberton1
Gabriela Trentin Scortegagna3
Ataís Bacchi4
 
Resumo
Este trabalho avaliou, in vitro, a capacidade seladora proporcionada pelo sistema adesivo autocondicionante Single Bond Universal (3M/ESPE) enfocando sua performance em relação à superfície de esmalte. Foram utilizados 20 pré-molares humanos extraídos por razões ortodônticas, reservando 5 dentes para projeto piloto, e os demais divididos em 2 grupos: Grupo ECOM: com condicionamento ácido do esmalte + Single Bond Universal e Grupo ESEM: aplicação exclusiva do sistema adesivo autocondicionante. Foram confeccionados preparos cavitários Classe II padronizados mesial e distal, seguido de limpeza da cavidade, protocolo adesivo seguindo as recomendações do fabricante e restauração em resina composta nanopartículada Z350XT (3M/ESPE) cor A3E pela técnica incremental e fotopolimerização por 20 segundos cada incremento. Em seguida, os espécimes foram impermeabilizados e imersos em solução aquosa de azul de metileno 1% por 24 horas e então lavados. Para coleta dos dados, os espécimes foram seccionados longitudinalmente totalizando 30 amostras, as quais foram analisadas em um contador de colônias manual (Phoenix CP 608) por 2 avaliadores, classificando os graus de infiltração em escores. Os dados foram submetidos à análise estatística pelo teste não paramétrico de Mann Whitney, mostrando que não houve diferença estatisticamente considerável entre os dois grupos (p= 0,89). O estudo concluiu que o condicionamento ácido do esmalte previamente à aplicação do sistema adesivo autocondicionante não reduziu a presença de microinfiltração marginal, não apresentando diferenças estatísticas significantes entre os grupos.
 
Descritores: Ataque ácido dentário, adaptação marginal dental, infiltração dentária.
 
Abstract
This work evaluated in vitro the sealing capacity provided by the self-etching adhesive system Single Bond Universal (3M/ESPE) focusing on its performance in relation to the enamel surface. Twenty human premolars extracted for orthodontic reasons were used, five teeth were set aside for the pilot project, and the others were divided into two groups: ECOM Group: with acid enamel conditioning + Single Bond Universal and ESEM Group: exclusive application of self-etching adhesive system. Distal and mesial standardized Class II cavity preparations were made and subsequently cavity cleaning, adhesive protocol following manufacturer recommendations and restoration of nanoparticle composite resin Z350XT (3M/ESPE) color A3E by the incremental technique and photopolymerization for 20 seconds for each increment. After that the specimens were sealed and immersed in an aqueous solution of methylene blue 1% for 24 hours and then washed. In order to collect data, the specimens were ongitudinally sectioned totaling 30 samples that were analyzed in a manual colony counter (Phoenix CP 608) by 2 reviewers, classifying the infiltration degrees in scores. Data was submitted to statistical analyses by the non-parametric Mann Whitney, showing that there was no considerable statistic difference between the two groups (p= 0.89). The study concluded that enamel acid etching prior to self-etching adhesive system application did not reduce the presence of marginal microleakage and did not present significant statistical differences between groups.
 
Descriptors: Dental acid etching, dental leakage, dental marginal adaptation.
 
1 Graduanda em Odontologia – Faculdade IMED.
2 Dra. em Dentística, Profa. do Curso de Graduação em Odontologia – IMED e Especialização – CEOM.
3 Dra. em Ciências – Programa de Pós-Graduação em Imunologia Básica e Aplicada – FMRP/USP, Coord. de Pesquisa Clínica – Unidade de Pesquisa Hospital São Vicente de Paula.
4 Dr. em Clínica Odontológica, Área de Prótese Dentária, Professor da Faculdade de Odontologia – IMED.
 

Este artigo é exclusivo.Compre agora este artigo e receba em PDF via email - Valor R$ 40,00

EDITORA PLENA