Avaliação da resistência de união entre infraestruturas de zircônia e porcelanas de cobertura

Publicado em 18/12/2018 00:00

Vol. 10 – Número 37 – 2018
 
CADERNO DE PRÓTESE
 
Artigo original / Original article
 
Página 81-86
Avaliação da resistência de união entre infraestruturas de zircônia e porcelanas de cobertura
Evaluation of bond strength between zirconia frameworks and liner ceramics
 
Lucília Fonseca de Menezes1
Marcílio Alves Ferraz2
João Milton Rocha Gusmão3
Welington Correa Jansen4
 
Resumo
A resistência de união entre porcelana de cobertura e uma infraestrutura cerâmica determina a longevidade desse tipo de restauração no meio bucal. O propósito do atual trabalho é verificar a resistência da união entre duas infraestruturas de zircônia e dois tipos de porcelana de cobertura. Foram confeccionados 20 corpos de prova em infraestrutura de zircônia, Ceramill e Lava Frame. As porcelanas de cobertura foram aplicadas por condensação e estratificação e divididas em 04 grupos experimentais: G-1 Lava Frame/Vita VM9 (n=5); G-2 Lava Frame/e-Max Ceram (n=5); G-3 Ceramill ZI/Vita VM9 (n=5) e G-4 Ceramill ZI/e-Max Ceram (n=5). Os corpos de prova foram submetidos ao ensaio de cisalhamento em máquina de ensaio universal e os resultados submetidos à análise de variância (ANOVA) a dois critérios. Os experimentos mostraram valores médios de força de cisalhamento de 792,52N para o G-1, e para o G-2 de 741,95N. Nos Grupos 3 e 4, os valores encontrados foram 757,19N e 745,03N, respectivamente. Os resultados não apresentaram diferenças estatisticamente significantes para os grupos experimentais. Os fatores tipo de cerâmica e o tipo de porcelana de cobertura não exerceram influência na resistência de união.
 
Descritores: Cerâmica, zona de fratura, resistência ao cisalhamento.
 
Abstract
The bond strength between lining porcelain and a ceramic framework determines the longevity of this type of restoration in the oral medium. The purpose of the present study was to verify the bond strength between two zirconia frameworks and two types of liner porcelains. A total of 20 test specimens of zirconia frameworks made of Ceramill ZI (n=10) and Lava Frame (n=10) were manufactured. The liner porcelains were applied by condensation and stratification, and were divided into 4 experimental groups: G-1 Lava Frame/Vita VM9 (n=5); G-2 Lava Frame/e-Max Ceram; G-3 Ceramill ZI/Vita VM9; and G-4 Ceramill ZI/e-Max Ceram. The test specimens were submitted to shear bond strength testing in a universal test machine, and the results were submitted to two-way analysis of variance (ANOVA). The experiments showed mean shear bond strength values of 792.52N for G-1; and 741.95N for G-2. In Groups 3 and 4, the values found were 757.19 and 745.03 N, respectively. The results obtained showed no statistically significant differences for the experimental groups. The factors type of ceramic and type of liner  porcelain had no influence on the shear bond strength.
 
Descriptors: Ceramics, fracture zone, shear strength.
 
1 Me. em Odontologia – PUC/MG, Profa. Assistente – Faculdade Independente do Nordeste.
2 Me. em Odontologia – PUC/MG, Prof. – ABO Vitória da Conquista/Bahia.
3 Me. em Ciências – Universidade de Taubaté, Prof. Assistente – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.
4 Dr. em Prótese – USP, Prof. Adjunto – PUC/MG “In memoriam”.
 

Este artigo é exclusivo.Compre agora este artigo e receba em PDF via email - Valor R$ 40,00

EDITORA PLENA