Uso de dentina autógena como material complementar em enxertos ósseos para implantes dentários – relato de caso

Publicado em 18/12/2018 00:00

Vol. 10 – Número 37 – 2018
 
CADERNO DE IMPLANTODONTIA
 
Relato de caso / Case report
 
Página 35-41
Uso de dentina autógena como material complementar em enxertos ósseos para implantes dentários – relato de caso
Use of autogenous dentin as complementary material in bone grafts for dental implants – case report
 
Alexandra de Fatima Veiga Ribeiro Schreen1
Lécio Pitombeira Pinto2
 
Resumo
Nas últimas décadas, diversos materiais e técnicas têm sido utilizados para o aumento de rebordo alveolar visando a reabilitação através de implantes em maxilas e mandíbulas parcial ou completamente edêntulas. Na busca de um material alternativo que apresentasse as características ideais de um substituto ósseo, diversos autores observaram as semelhanças entre osso e dentina. A literatura mostra que muitas são as vantagens da dentina para este fim, principalmente quando se considera a sua biocompatibilidade (é autógena) associada ao seu potencial osteoindutor e osteocondutor, além do baixo custo. Outro fator que encoraja seu uso seria a menor morbidade da área doadora quando comparada ao enxerto com osso autógeno. Além disso, a dentina autógena não oferece risco de transmissão de doenças quando comparada aos enxertos alógenos. O objetivo deste trabalho foi realizar um relato de caso clínico de uma cirurgia para ganho de estrutura óssea na região anterior de maxila, utilizando-se dentina autógena associada a Bio-Oss®, osso autógeno e fibrina rica em plaquetas (PRF), com posterior instalação de implantes na região.
 
Descritores: Implantes dentários, enxerto ósseo, biomateriais, dentina.
 
Abstract
In the last few decades, a great amount of materials and techniques have been used for alveolar ridge augmentation aiming the rehabilitation of partial or totally edentulous jaws with dental implants. Searching an alternative material that had the ideal features of a bone substitute and could be used as bone substitute, several authors observed the similarities between bone and dentin. The literature has highlighted the advantages of dentin as bone graft material, especially when considering its biocompatibility (autogenous), associated to its osteoinductive and osteoconductive potential and low-cost treatment, different from alloplastic materials, known for their high prices, and the reduced morbidity related to donor sites when compared to autogenous bone graft, associated with their osteoconductive issues. Another factor that encourages its use would be lower morbidity of the donor area when compared to the graft with autogenous bone. Furthermore autogenous dentin does not present risk of disease transmission when compared to allogeneic grafts. The purpose of this study was to present a clinical case report of a graft surgery in the maxilla anterior region, using autogenous dentin associated with Bio-Oss®, autogenous bone and platelet rich fibrin to allow dental implants installation in the region.
 
Descriptors: Dental implants, biocompatible materials, dentin.
 
1 CD, Esp. em Implantodontia – ABOCE.
2 Post-Doc Fellowship em CTBMF – Baylor University Medical Center, Dr. e Me. em CTBMF – PUCRS, Coord. do Curso de Especialização em Implantodontia – ABO/CE.
 

Este artigo é exclusivo.Compre agora este artigo e receba em PDF via email - Valor R$ 40,00

EDITORA PLENA