Avaliação da influência da profilaxia sobre a alteração de cor em superfícies dentárias bovinas coradas com diferentes pigmentos

Publicado em 23/02/2017 00:00

Vol. 8 – Número 30 – 2017
 
CADERNO DE ODONTOLOGIA CLÍNICA
 
Artigo original/Original article
 
Página 93-99
Avaliação da influência da profilaxia sobre a alteração de cor em superfícies dentárias bovinas coradas com diferentes pigmentos
Prophylaxis influence the evaluation of the color change in bovine tooth surfaces stained with different pigments
 
Darlan Moreira Gomes1
Viviane Coelho Dourado2
Alex Correia Vieira3
Mariana Ferreira Leite4
 
Resumo
O objetivo desta pesquisa foi avaliar a alteração de cor em dentes bovinos pigmentados com diferentes soluções e a remoção de manchas extrínsecas com profilaxia profissional. Foram utilizados 50 dentes bovinos sem manchas nem trincas, divididos em 5 grupos (n=10): Coca-Cola® (G1), café (G2), dendê (G3), vinho tinto (G4) e saliva artificial (Controle - G5). Os dentes foram mantidos conservados na saliva artificial, posteriormente, foram submersos dentro de um recipiente plástico em suas respectivas substâncias por um período de 24 horas. Logo após, passaram pela fase de profilaxia em baixa rotação por um minuto em toda face vestibular. Sob padronização de iluminação e confecção de uma estrutura, foram realizados 3 tempos de fotografias de cada grupo de dentes. A 1ª foi inicial, a 2ª após a pigmentação e a 3ª após a profilaxia. Valores de luminosidade foram registrados a partir dessas imagens digitais usando o software Adobe Photoshop 12.0. Os dados foram analisados pela One way ANOVA e o teste de Tukey-Kramer. Os resultados obtidos mostraram que o vinho tinto e o dendê foram as únicas soluções que tiveram extrema significância (p<0,001) na pigmentação dentária. Porém, clinicamente, a olho nu, foi possível notar manchas somente para o vinho tinto, e algumas regiões de manchamento para o café. As manchas formadas pelo vinho tinto tiveram maior facilidade de remoção. A Coca-Cola® não mostrou alteração clínica nem estatística.
 
Descritores: Descoloração de dente, profilaxia dentária, análise de variância, pigmentação.
 
Abstract
The objective of this research was to evaluate the change of color in bovine teeth pigmented with different solutions, and the removal of extrinsic stains with professional prophylaxis. Fifty bovine teeth without spots or cracks were divided into 5 groups (n=10): Coke® (G1), coffee (G2), palm oil (G3), red wine (G4), and artificial saliva (control - G5). The teeth were kept stored in artificial saliva, and then were submerged into a plastic container with the respective substance for 24 hours. Immediately after that they were submitted to a low-speed prophylaxis for one minute along buccal surface. Under standardized lighting and production of a structure, each group of teeth was photographed three times: before pigmentation, after pigmentation, and after prophylaxis. Luminosity values from the digital images were recorded using Adobe Photoshop 12.0. Data were analyzed by One way ANOVA and Tukey-Kramer test. The results showed that red wine and palm oil were the only solutions that have extreme significance (p<0.001) over the dental pigmentation. However, clinically, to the naked eye, stains were noticible only for red wine, and some coffee stains. Red wine stains were easier to remove. No clinical or statistical changes were observed in the Coke® group.
 
Descriptors: Tooth discoloration, dental prophylaxis, analysis of variance, pigmentation.
 
1 CD – UESB.
2 Profª. Assistente de Odontologia – UESB, Doutoranda em Odontologia – UNICSUL. 
3 Dr. em Odontologia – UNICSUL, Me. em Odontologia Clínica – EBMSP, Prof. Adjunto – UEFS.
4 Drª. em Odontologia – USP, Profª. Titular – UNICSUL.

Este artigo é exclusivo.Compre agora este artigo e receba em PDF via email - Valor R$ 40,00

EDITORA PLENA